DEPOIMENTOS

Michele Sandrini – Gustavo 1 mês e meio

O apetite do meu bebê aumentou muito e de uma hora pra outra quando ele estava com um mês e meio de vida, mais ou menos. Os intervalos entre as mamadas diminuíram e ele já não se satisfazia com um peito só. Não dava tempo do meu peito encher entre uma mamada e outra. E um dia, enfim, me vi em casa sem leite no peito e com um bebê chorando desesperado de fome. Apelei para a fórmula...Ver meu bebê mamando uma mamadeira cheia com tanta vontade, aparentemente tão feliz, me fez sentir incompetente. Tudo o que eu queria era poder amamentá-lo... Daí pra frente, o número de mamadeiras por dia foi aumentando e eu via ele claramente recusando meu peito algumas vezes e chorando de fome, mas pela mamadeira. Era cedo demais para ele desmamar e eu estava muito frustrada. Quanto menos ele mamava, menos leite eu tinha e menos ele queria mamar... Li muita coisa na internet, mas tudo o que eu queria era que alguém me visse amamentando e me dissesse o que estava errado e o que eu poderia fazer para reverter a situação. Foi quando me recomendaram a Patrícia e ela se propôs a fazer exatamente o que eu queria e precisava. Posso dizer que a consultoria em amamentação que a Patrícia me deu foi essencial pra mim! Meu pequeno voltou a mamar exclusivamente no peito e isso não poderia me deixar mais feliz! Para quem vive uma situação parecida com a minha, recomendo o trabalho da Patrícia e reforço: não desista! Como faz diferença ter apoio especializado! Obrigada mais uma vez Patrícia!

Joana Cortez – Amanda 1 ano e 4 meses

Já havia lido muitos livros sobre o sono, mas não conseguia aplicar com minha bebê. O primeiro contato com a Patrícia foi essencial para me sentir segura para contratar a consultoria do sono. Sabemos muitas coisas na teoria, mas na prática não sabemos como e até onde ir. O auxílio da Patrícia foi de extrema importância para seguir em frente, saber qual era o limite, onde deveríamos ser mais firmes, quando relaxar, o que fazer em caso de querer desistir. Confesso que não é tão fácil como lemos nos livros, porque quando depende da gente fazer com nosso filho, tudo se torna mais desgastante, mas acredito que o apoio da consultora nesses momentos foi fundamental, pq senão mais uma vez eu teria desistido no meio do caminho. Patrícia passou experiência, conhecimento, segurança, tranquilidade, energia, otimismo e foi assim até quando era necessário tomar uma “bronca”. É um lindo e árduo trabalho, ser mãe na vida real e ainda se dedicar e se empenhar em orientar outras mães com um assunto tão delicado, em um momento tão fragilizado que é o pós-parto e ainda com noites mal dormidas. Gratidão eterna a Patrícia e muito sucesso pela frente!

BLOG

INSTAGRAM
@maternomundi